Posted on Deixe um comentário

3 Coisas que tem de saber na Criação de um novo (bom) hábito

Eu sigo um professor de Mindfulness americano que se chama Cory Muscara, e oiço vários podcasts e prácticas de Mindfulness da sua autoria, e em um destes, ele falava sobre dar o primeiro passo na criação de um novo hábito.

Então hoje partilho convosco 3 coisas que têm de saber no desenvolvimento de um novo hábito. São elas:

  • 1 – Altas expectativas
    Bem todos nós temos o chamado entusiasmo de principiante, na maioria das vezes temos altas expectativas sobre o que vamos fazer e até nos podemos sentir motivados, mas quando começamos e vemos tudo o que isso implica, sentimo-nos assoberbados e desistimos logo ou passado 2 ou 3 dias ou mesmo 2 ou 3 semanas, verdade?! Porque simplesmente parece-nos demasiado…
  • 2 – Dar o 1º passo
    Se for como eu e gostar de fazer “grandes” mudanças de uma vez só, sabe que gostamos de fazer tudo de uma só vez, mas na criação de um novo hábito é importante começar com pouco, algo que seja de pouco investimento do nosso tempo e energia…
    Por exemplo, vamos imaginar que gostava de começar a comer melhor. Se o objectivo no primeiro mês for alterar toda a sua alimentação ou a maior parte dela, as probabilidades de desistir são muito altas. Mas se por exemplo, se comprometer em mudar apenas 1 refeição da semana, será muito mais fácil… Porquê? Porque o mais essencial de pôr em práctica um novo hábito é dar um (primeiro) passo positivo nessa direcção. Neste caso pode por exemplo, começar por fazer (e seguir) uma Lista de Compras (se ainda não o fizer), colocando 2 ou 3 alimentos que vão ao encontro do novo hábito…
  • 3 – Obrigação VS Escolha
    Se o novo hábito parecer demasiado “pesado” e implicar “demasiadas” alterações, vai sentir que é uma obrigação, vai sentir-se cansado ainda antes de começar e acaba por querer “fugir” dele. Mas se for uma pequena alteração, algo muito simples e “rápido” de fazer, acaba por dar consigo a convencer-se a fazê-lo. E isso alavanca a nossa autonomia. E a nossa autonomia é muito importante, porque se sentimos obrigação em fazer algo, vamos muito provavelmente querer desistir, mas se for algo se escolhemos, que sentimos que seleccionámos para nós, vamo-nos sentir muito mais motivados a fazê-lo, faz-lhe sentido?
    E é por isso que começar com um passo apenas é tão importante, porque parece não ser grande alteração, mas quando já estiver integrado na sua vida e o fizer já quase sem pensar, é altura de integrar mais um passo do seu novo hábito. E depois outro e outro, até o novo hábito estar instalado… Mas no início a única coisa com que se compromete é um passo apenas.

Bom, na realidade, o que se costuma dizer é “baby steps” e não é à toa, faz todo o sentido. Não esquecer que na Criação de um novo hábito é muito importante a criação de alguma acção sustentável. Então seleccionem um pequeno passo que vá ao encontro de um novo bom hábito que queiram integrar na vossa vida, porque começar, pode e deve ser muito simples e fácil…

Até ao próximo artigo e divirtam-se na Criação de novos (bons) hábitos!
Diana (Daisy) Dinis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.