Posted on Deixe um comentário

Oh & Atitudes: Em 3 questões vai ficar a conhecer esta Parceria!

Diana Dinis – Oh e Helena Mendes – Clínica Atitudes

Hoje dou-vos a conhecer a Clínica Atitudes, em Ponte de Sor, onde está uma Fantástica equipa, com uma missão e visão de excelência. Partilho também convosco a opinião da Clínica sobre os Produtos Oh. Tudo numa mini-entrevista, em que vai certamente ficar claro, o porquê da nossa Parceria que hoje divulgamos!

Aqui ficam as 3 questões que coloquei à Psicóloga e Directora Clínica Helena Mendes da Clínica Atitudes:

  • 1 – Qual o trabalho desenvolvido na Clínica Atitudes? Qual a vossa missão e visão?

“A equipa multidisciplinar da Clínica Atitudes é composta por técnicos especialistas de diferentes áreas (Psicologia Clínica e Educacional, Neuropsicologia, Terapia da Fala, Psicomotricidade, Audiologia, Terapia Ocupacional e Serviço Social) que há algum tempo colaboram entre si, acreditando na importância do trabalho multidisciplinar e de interligação.

A Clínica Atitudes visa a melhoria da qualidade de vida dos seus clientes e a sua satisfação, através da prestação de serviços de qualidade e inovadores (conseguida através da melhoria contínua de todos os serviços prestados), sempre pautados pelo respeito e foco nas necessidades e particularidades dos clientes numa atitude humanizada e ampla, que tem para os nossos clientes inúmeros benefícios em termos de qualidade e eficiência nos cuidados prestados.

Ambiciona-se ser uma referência nas áreas em que se atua, sobretudo ao nível da avaliação e intervenção nas Dificuldades de Aprendizagem Específicas, bem como, na capacitação de pais e agentes educativos ao nível das Competências Socio-Emocionais.”

  • 2 – O que despertou interesse na Oh?

“Tendo em vista a melhoria contínua dos serviços prestados, o foco nas necessidades e particularidades dos clientes, está-se constantemente a inovar através da formação contínua, mas também através da criação e/ou procura de novos materiais e recursos psicoeducativos, que possam ser usados em consulta, em workshops e/ou formações de capacitação. Em momentos de pesquisa encontrou-se a Oh! A simplicidade dos seus materiais, a versatilidade na sua utilização, as cores e o design, a simpatia nos atendimentos desde o primeiro contacto, a disponibilidade perante novas dicas e sugestões, a cooperação que se gerou, fez com que se decidisse apostar na parceria.”

  • 3 – Qual a importância deste tipo de materiais para a Clínica Atitudes?

“Os materiais disponibilizados permitem trabalhar diversas competências, que depende dos materiais em causa. Por exemplo:

  1. Agendas, planificadores e ementas – o ritmo cada vez mais acelerado da vida e a multiplicidade de papéis que desempenhamos, obriga a uma gestão do tempo cada vez mais eficaz para que consigamos dar respostas às inúmeras solicitações. As agendas e planificadores podem, por isso, desempenhar um papel crucial, mas claro que a gestão do tempo implica não só a compra destes materiais como a sua utilização de uma forma maximizada, por exemplo, decidindo que coisas são verdadeiramente importantes para cada um, o modo como vamos planear o nosso caminho até elas, entre outras, sendo estes os aspetos que a equipa trabalha com os seus clientes.

Em determinadas patologias (por exemplo: demência, alzheimer) ou em reabilitação cognitiva (em situações de traumatismo crânio-encefálico e acidente vascular cerebral) podem também ser excelentes auxiliares de memória.

  1. Tabelas de Tarefas Familiares – o envolvimento de todos os elementos da família nas tarefas domésticas é crucial ao bem-estar e dinâmica da mesma, mas além disso as tarefas domésticas são atividades essenciais na educação de crianças, podendo ajudar a desenvolver inúmeras competências para a vida, como a responsabilidade, a autonomia, a organização e planificação, a cooperação e colaboração, a disciplina, o respeito, a empatia e solidariedade (as crianças aprendem a trabalhar em equipa, com pais ou irmãos, com o objetivo comum de manter a casa organizada), entre outros. E ao ser-lhes atribuída uma responsabilidade relacionada com tarefas fora do universo infantil, as crianças também ganham autoconfiança e desenvolvem a sua autoestima. Dependendo da idade, há diferentes tarefas que podem ser introduzidas no quotidiano da criança e que, normalmente, se trabalha em consulta e/ou workshops através de estratégias de psicoeducação.
  1. Tabela das emoções e jogos para crianças e jovens – permitem promover competência socioemocionais a partir do brincar e da reflexão em família (tais como identificar e nomear emoções, refletir acerca dos motivos que as desencadearam e o que fazer perante as mesmas, …), bem como estimular o diálogo, o vocabulário, a compreensão de frases, entre outras competências.

São alguns exemplos de utilização dos diversos materiais da Oh que constituem uma boa escolha para trabalhar diversas competências.

As novidades desta parceria serão disponibilizadas em breve…

Muito Ohbrigada Helena! Desenvolver esta parceria tem sido um gosto, e das coisas mais agradáveis do meu percurso profissional. Sinto que tenho crescimento pessoal e profissional a fazer convosco!

Agradeço muito, desde já, ter sido contactada, pois quando encontramos pessoas que vêem o valor do nosso trabalho e que ainda para mais, com valores semelhantes e alinhamentos iguais, verdade, só tem que dar certo!

Até “já” e, Boas Ohrganizações, Genuínas claro está!

Diana (Daisy) Dinis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.