Posted on Deixe um comentário

Os 3 passos de todos os hábitos

No seguimento do ultimo artigo em que escrevi sobre o desenvolvimento de um novo hábito, (se por acaso não leu, pode fazê-lo aqui: http://oh.com.pt/3-coisas-que-tem-de-saber-na-criacao-de-um-novo-bom-habito/), hoje falo dos 3 passos envolvidos em todos os nossos hábitos. Mais uma vez, esta informação que partilho hoje convosco vem de um Podcast do Professor de Mindfulness Cory Muscara, em que ele fala sobre a mecânica de um hábito, como funciona e como se desenrola a acção para que aconteça repetidamente. Na realidade cada hábito tem um ciclo de 3 passos, são eles:

  1. A Sugestão/O Desencadear – Algo que diz ao nosso cérebro para entrar em modo automático e qual o hábito a seguir.
  2. A “Rotina” – Pode ser física, como atar os atacadores, beber um café, ou pode ser mental
  3. A “Recompensa” – A “Recompensa” serve para que o nosso cérebro saiba, se este é um hábito que vale a pena manter no futuro.

Por exemplo, o acto de beber café: Nós cheiramos o café (que é a sugestão/o desencadear), bebemos o café (que é a “rotina”) e depois sentimo-nos com um pouco mais de energia (que é a “recompensa”). Na realidade, quando um hábito é criado, há uma parte do cérebro que deixa de participar na tomada de decisão, simplesmente passa para piloto automático. E isso é óptimo numa série de hábitos, como por exemplo se vamos apertar os atacadores, ou mesmo caminhar, não termos que pensar como o fazer, simplesmente fazemos sem pensar. Mas há certos hábitos que não queremos que aconteçam em automático, como por exemplo ver as redes sociais por impulso, quando na maioria das vezes, lá está, o fazemos em completo modo automático… E muitas vezes aqui (neste hábito) a sugestão/ o desencadear, é sentirmo-nos aborrecidos… Mas é possível alterarmos isso (primeiro temos que dar conta claro, e depois temos que querer mudar…) tendo em conta qual o desencadear da acção, é possível mudarmos a “rotina” que neste caso é ver as redes sociais (ou o telemóvel) compulsivamente, para algo mais benéfico para nós… Ou seja, com base no que despoleta a acção, mudamos para uma “rotina” melhor, mas para obtermos a mesma “recompensa”.

Se por acaso quiser criar um novo hábito, tenha em consideração que precisa de algo sugestivo/que desencadeie (a acção), uma “rotina”, e uma “recompensa”.

Até ao próximo artigo e divirtam-se na Observação dos vossos hábitos!

Diana (Daisy) Dinis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.